Moqueca de peixe: Aprenda agora!

Não se pode negar que a moqueca de peixe é no mínimo um prato um tanto quanto interessante. Não apenas é muito nutritivo, como também possui um gosto peculiar e é muito bem servido! Afinal, por ser tipicamente brasileira, a moqueca de peixe é conhecida e admirada em todas as regiões do país. Aliás, em 2013 o prato foi eleito pelo Ministério do Turismo indispensável para os turistas que querem conhecer melhor nossa cultura.

Moqueca de Peixe

Origem da moqueca de peixe

A moqueca de peixe tem origem indígena. Por conseguinte, nossos antepassados assavam os peixes em moquens, onde os peixes eram envolvidos por folhas que no suco do próprio peixe assavam-o. Por isso, o prato foi ganhando força ao longo do tempo e se ajustando às peculiaridades de cada região.

Agora, você sabia que existe uma rixa entre baianos e capixabas sobre qual estado é o autor do prato? Já que existem algumas diferenças em relação aos ingredientes disponíveis em cada localidade.

Diferenças na moqueca de peixe

Posto que a Bahia recebeu influência africana, os ingredientes indispensáveis da moqueca de peixe são leite de coco, pimentão e azeite de dendê. Do mesmo modo, os peixes mais comuns são badejo, dourado, cação e robalo, podendo também incluir frutos do mar como camarão, siri, lagosta, entre outros.

Com o Espírito Santo recebendo em sua maior parte os portugueses a moqueca de peixe foi influenciada e já é mais leve, uma vez que contém ingredientes como tomate, óleo de urucum. Os pescados são dentão, papaterra, etc.

No entanto, uma coisa é certa: o pirão e a panela de barro não podem faltar em nenhuma das receitas, ainda mais que já se tornaram tradição. Aliás, a panela de barro se tornou um bem imaterial na região capixaba, tamanho seu valor cultural!

Achou que tinha acabado? Ainda existem diferenças entre o pirão baiano e o pirão do espírito santo! Os baianos ainda mantêm a tradição indígena, ou seja, colocam o caldo no prato bem como despejam a farinha crua por cima. Por outro lado, os capixabas fazem como os portugueses, hidratando a farinha em água fria para depois acrescentar o caldo. Mas qual a diferença? Sem a hidratação, a farinha fermenta na barriga, deixando o pirão baiano mais pesado (segundo os capixabas, rs). O gosto acaba sendo igual por ser a mesma farinha, então a escolha fica de sua preferência.

Mão na massa!

Por fim, agora que você já entendeu a origem e as diferenças cruciais entre a moqueca de peixe baiana e capixaba, aproveite as receitar a seguir para saboreá-las.

Moqueca de Peixe Capixaba

Ingredientes Moqueca:

  • 1 kg de peixe (badejo, dentão, robalo, papaterra, dourado, namorado ou xerne);
  • 4 tomates;
  • 1 punhado de coentro;
  • Pimenta malagueta;
  • 3 dentes de alho;
  • 1 maço de cebolinha verde;
  • 1 cebola média;
  • Azeite de oliva;
  • Urucum;
  • Óleo de soja;

Como Fazer?

  1. Remova bem as escamas do peixe, tire as vísceras e por conseguinte corte-o em pedaços de 5 cm de largura;
  2. Lave bem com limão e deixe descansando de molho em um prato com água de sal fraca;
  3. Amasse bem o alho, corte a cebola em três rodelas,  pique um maço de coentro, um maço de cebolinha verde e acrescente o sal;
  4. Esfregue no fundo da panela de barro um pouco de óleo de soja (duas colheres) e azeite de oliva (uma colher);
  5. Adicione à panela a massa obtida do alho, cebola, coentro e cebolinha verde, passando-a no seu fundo;
  6. Retire as postas de peixe do prato com água e sal;
  7. Passe as postas de um lado para o outro nos temperos da panela;
  8. Arrume-as de modo que não fiquem umas por cima das outras;
  9. Corte o resto do coentro, da cebolinha verde, do tomate e da cebola e coloque nesta ordem por cima das postas de peixe que estão na panela;
  10. Acrescente um pouco de azeite e suco de limão;
  11. Deixe tudo descansando por 20 a 60 minutos;
  12. Derreta em um pouco de óleo três colheres de urucum;
  13. Na hora de levar ao fogo para cozinhar, despeje um pouco deste caldo por cima da moqueca;
  14. Quando começar a abrir fervura, verifique o sal;
  15. Não ponha água, não vire as postas e cozinhe com a panela aberta;
  16. Vá verificando o paladar do sal e do limão;
  17. Deixe no fogo alto por 20 a 25 minutos;
  18. Balance de vez em quando a panela com o auxílio de um pedaço de pano grosso, para que as postas de peixe não agarrem no fundo.

Moqueca de Peixe Baiana

Ingredientes:

  • 2 kg de peixe (surubim ou badejo) em postas grossas;
  • 1 limão;
  • Sal, alho, pimenta;
  • 1 kg de tomates maduros;
  • 1 pimentão vermelho;
  • 2 cebolas grandes;
  • 1 pimentão amarelo;
  • 1 maço de coentro;
  • 1/2 xícara de azeite de dendê;
  • 1 vidro de leite de coco;
  • Camarões miúdos (opcional).

Como fazer?

  1. Tempere as postas de peixe com limão, sal, alho e a pimenta;
  2. Em uma panela grande frite o alho socado com sal;
  3. Em seguida, coloque a cebola cortada em cubinhos, os tomates picados (com semente e tudo), o pimentão cortado em rodelas grossas, e se gostar, mais um pouco de pimenta;
  4. Deixe refogando com a panela tampada por uns 5 minutos;
  5. Se precisar coloque um pouco de água;
  6. Coloque as postas de peixe nesse molho ajeitando com cuidado;
  7. Deixe ferver por mais 10 minutos com a panela tampada;
  8. Se secar muito coloque um pouco mais de água;
  9. Quando estiver cozido o peixe (espete a ponta do garfo ou uma faca, não mexa para não despedaçar), coloque o leite de coco, o azeite de dendê, os camarões e o coentro picadinho;
  10. Se quiser, pode colocar mais um pouco de água e deixar ferver;
  11. Por fim, retire um pouco do caldo para fazer o pirão com farinha de mandioca.
Dica importante! Segundo a Chef Carla Alcici, o segredo é deixar para acrescentar o leite de coco e o azeite de dendê por último, com efeito de evitar desconforto intestinal.

Pirão

Ingredientes:

  • 1 cabeça e um rabo de peixe que foi comprado para a moqueca
  • 1 limão
  • 2 dentes de alho
  • 1 cebola pequena picada
  • 1 colher de sopa rasa de coloral
  • 1/2 maço de cebolina picada
  • 1/2 maço de coentro picado
  • 1 tomate maduro picado
  • Azeite o quanto baste
  • Sal e pimenta malagueta para temperar
  • 1 e 1/2 xícara de farinha de mandioca para engrossar

Como fazer?

  1. Em uma panela, adicione azeite, cebola, alho, coloral, tomate, a cabeça e o rabo do peixe, assim como o procedimento da moqueca.
  2. Acrescente 300 ml de água e tampe a panela.
  3. Deixe cozinhar em fogo baixo até a carne se desfazer.
  4. Apague o fogo e retire todos os ossos e espinhos, deixe somente a carne, desfiada. Volte com a panela para o fogo, acerte o sal a pimenta e se necessário, coloque um pouco mais de água.
  5. Coloque a farinha de mandioca aos poucos, mexendo sempre para não empelotar, até obter um pirão homogêneo e começar a soltar do fundo da panela.
  6. A textura deve ser de um angú, um mingau mais grosso.

Água na boca

E aí, viu como é fácil fazer esse prato super saboroso? Conta pra gente como ficou aqui nos comentários! Você faz de um jeito diferente? Vamos adorar saber!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *